segunda-feira, 30 de abril de 2012

Cusco, a Cidade Colonial!











Voltando a falar sobre uma das minhas cidades preferidas na viagem, Cusco foi incrível, tirando é claro o primeiro dia. 

Uma cidade rica tanto na construção Inca quanto na espanhola. Uma das características mais fortes da cidade é essa sobreposição da cultura católica espanhola aos costumes incas. 
Abalados por uma guerra civil, os nativos ofereceram pouca resistência quando os conquistadores espanhóis alcançaram a capital do império em 1532, trazendo entre outras coisas, armas, medo além de doenças devastadoras.
Lendas atribuem a fundação de Cusco ao Inca Manco Capac. 
As paredes de granito do palácio inca ainda estão lá, bem como os monumentos Korikancha e o Templo do Sol. Os incas eram tão brilhantes em sua arquitetura e engenharia que um grande exemplo disso continua intacto são as construções das igrejas, que foram usadas como base resistente das pedras dos templos incas. 
Um grande exemplo é a Pedra que sustenta o Palácio Arzobispal. 
Um dos muros incas mais conhecidos que está localizado na Calle Hatun Rumiyoc, ali está a pedra dos 12 lados, é fácil achá-la por conta dos guias que ficam explicando e cobrando pelo serviço.








Aqui na Plaza San Francisco, o Pirwa Hostel está localizado ao lado da Igreja, esse é o Templo de San Francisco de Asis, Templo de San Pedro ao lado da Estação de trens San Pedro e do Mercado de Artesanato local.

O centro de Cusco é uma aula de história ao ar livre. É daqueles lugares que quando você menos espera, pode topar com uma pedra que na realidade foi uma elaboradíssima construção inca com mais de 500 anos, para desvendar a cidade de Cusco, separe ao menos um dia para caminhar com calma pelas suas ruas. 







Basílica de la Catedral de Cusco, detalhe para a Sagrada Família e o São Miguel e o Demônio nos afrescos acima.

A Catedral, símbolo máximo da Plaza de Armas, a maior e mais bonita igreja de Cusco começou a ser construída no século XVI com pedras retiradas de importantes construções incas, seu interior impressiona com altares de ouro, estátuas, pinturas e murais que trazem claras influências indígenas, como é o caso do Puma esculpido na sua porta principal. As visitas são cobradas, mas é geralmente aberta antes para o horário das missas.


  


Aqui o Palacio Arzobispal, onde se localiza a Pedra dos 12 Angulos, ao lado A Basílica da Catedral, a maior de Cusco.


 O Templo Qorikancha construído no reinado do Inca Pachacutec em homenagem ao sol. Por tratar-se de um símbolo divino, a construção era refinada, suntuosa e repleta de objetos de ouro. Hoje, após sucessivos saques, sobraram as estruturas de pedra resistentes aos terremotos que foram usadas pelos espanhóis na construção da Igreja de Santo Domingo, além dessa a Igreja La Compañia e Iglesia de La Merced visita válida para apreciar a arte cusqueña.




Iglesia la Compañia de Jesus e la Iglesia de La Merced, a Plaza de Armas é rodeado por mais de 5 igrejas e todas de grandiosíssima construções.


O Museu de Arte pré-colombiano além de bem conservado, com ótimas explicações sobre as obras expostas, conta com uma vasta coleção de cerâmicas, jóias e esculturas precolombinas, abrangendo não apenas a cultura inca, mas também a Nasca, Mochica, Huari e Chimu.

    

  

Uma das minhas fotos preferidas, a vista do Conquistador e la Iglesia de la Merced ao fundo, aqui na Plaza de Armas de Cusco.


E por fim o bairro que fica ao norte da Plaza de Armas e é uma dos locais mais charmosos de Cusco por reunir uma série de artistas, lojas e bares que atraem os turistas boêmios. Na praça de San Blás há uma feira de artesanato sempre movimentada e divertida. Lá, também pode-se visitar uma pequena, porém interessante, igreja de adobe. Assim que avistei esse bairro, me lembrei de um programa que eu assistia na MTV Latino com o VJ Arturo e se chamava MTV Afuera, nesse dia ele visitou esse bairro e cantou uma música do artista Beck "Loser" em versão andina. 

Quem tiver curiosidade de assistir ao video La Historia de MTV Rewind Genial!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 29 de abril de 2012

Mochilão TV "Valle Sagrado, Pisac e Ollanta"

Gravei esse video nos dois sítios arqueológicos do Vale Sagrado, Pisac e Ollantaytambo, o dia estava muito lindo e o passeio foi bem agradável, em Ollanta o calor era insuportável, e ao mesmo tempo ventava muito, logo, logo postarei o video que fiz em Machu Picchu, e ainda essa semana terminarei de postar o relato sobre Cusco e mais algumas fotos que tirei pela cidade Inca.
Video gravado em 12 de janeiro de 2012.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Gustavo Cerati "Me Quedo Aquí" en Vivo

Videoclipe del ultimo corte del disco "Ahí Vamos", grabado en abril de 2006 por Gustavo Cerati. Versión en vivo grabado en Obras Sanitarias de Buenos Aires!
 ¡¡Fuerza Cerati!! Estamos contigo. No me lo puedo creer casi 2 años en el coma.
 ♪♫♪ "Lagrimas es lo unico que define mi estado de animo al escuchar esta canción".. ♪♫♪

video

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 27 de abril de 2012

As Caras Atuais do Cinema Francês!








Como eu comentei antes, eu gosto muito de cinema europeu e francês, além é claro dos atores e atrizes, eu já falei sobre dois deles há algum tempo, a Audrey Tautou e o Mathieu Kassovitz, agora eu irei falar de mais dois nomes bastante conhecidos do cinema atual por lá, Julie Depardieu e Louis Garrel.
O Louis Garrel é filho de um grande diretor, o Phillippe Garrel e da atriz Brigitte Sy. Ele teve o seu glamour e se tornou meio que um fetiche para o diretor Christophe Honoré, dos quais ele colaborou em cinco trabalhos "Ma mère", "Dans Paris" ao lado de outro ator francês Romain Duris (irei falar sobre ele em breve), "Les Chansons d'amour" (seu trabalho mais famoso), "La Belle Personne" e "Non ma Fille tu n'iras pas danser". 

Ele ficou bem conhecido no ano de 2003 em "Os Sonhadores", do italiano Bernardo Bertolucci, ao lado de Eva Green e Michael Pitt, para receber em seguida o César de melhor jovem talento masculino de 2005, por Amantes Costantes, dirigido pelo seu pai. Ao mesmo tempo grave e burlesco, sonhador e selvagem, é frequentemente comparado a Jean-Pierre Léaud, seu padrinho na vida real. Após alguns papéis sulfurosos, emocionou as salas de cinema em 2007, na comédia musical aclamada pela crítica, "Les Chansons d'Amour" As canções de Amor, de Christophe Honoré, com Ludivine Sagnier e Chiara Mastroianni. Ele ficou muito tempo em cartaz com "Atrizes", o segundo filme que é dirigido e protagonizado por Valeria Bruni-Tedeschi.


Sobre a nossa garota, ela soube fazer seu nome, graças ao seu talento especial, e é filha do grande ícone Gérard Depardieu e da comediante Elisabeth Guignot. Após ter estreado ao lado do seu pai em "Coronel Chabert, de Yves Angelo, com Fanny Ardant, ela multiplicou papéis discretos ou deslocados, tornando-se uma figura familiar do cinema francês. Em 2004 ela explodiu, em "A Pequena Lili", de Claude, com Ludivine Sagnier, obtendo dois Césares, melhor jovem talento feminino e melhor segundo papel. Muito solicitada a partir de então, marcou novamente sua presença no ano de 2007 em "As Testemunhas", de André Téchiné, a respeito do aparecimento da AIDS nos anos 80. Ela estava em cartaz com "Um Segredo" de Claude Miller, com Cécile de France e Patrick Bruel (famoso cantor francês) e interpretou também uma das mulheres da Resistência, "Mulheres da Sombra" (filme bastante forte que conta a história de várias mulheres que lutavam contra os alemães na Segunda Guerra), filme de Jean-Paul Salomé de 2008.
Eu sou muito fã do cinema francês, então por vez ou outra falarei um pouco sobre artistas, músicos e cinema francês! Ainda tem essa resenha em francês!
À bientôt!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Les Visages Actuels du Cinéma Français!

 




Louis Garrel et Julie Depardieu
Il y a longtemps que j'ai parlé de ces deux jeunes artistes français Audrey Tautou et Mathieu Kassovitz, maintenant alors je vais parler de deux visages actuels du cinéma francophone, Julie Depardieu et Louis Garrel.
Sur le garçon, Il est fils du réalisateur Philippe Garrel et de l'actrice Brigitte Sy. Il devient l'acteur fétiche du cinéaste Christophe Honoré, avec lequel il collabore à cinq reprises dans les long-métrages Ma mère, Dans Paris aux côtés de Romain Duris (je vais en parler bientôt), Les Chansons d'amour, La Belle Personne et Non ma Fille tu n'iras pas danser. 

Il se fait connaître en 2003 dans "The Dreamers" de l'italien Bernardo Bertolucci, aux côtes d'Eva Green et Michael Pitt, puis décroche de César du meilleur espoir masculin en 2005 pour Les Amants Réguliers, réalisé par son père. À la fois grave et burlesque, lunaire et farouche, on le compare souvent à Jean-Pierre Léaud, son parrain dans la vie.
Après plusieurs rôles sulfureux, il a bouleversé les salles obscures en 2007 dans une comédie musicale acclamée par la critique, Les Chansons d'amour, avec Ludivine Sagnier et Chiara Mastroianni. Il est encore à l'affiche d'Actrices, le second film de et avec Valeria Bruni-Tedeschi.

Sur la fille, elle est fille de l'acteur Gérard Depardieu et de la comédienne Élisabeth Guignot, se faire un nom. Après avoir débuté aux côtés de son père dans Le Colonel Chabert d'Yves Angelo, avec Fanny Ardant, elle multiplie les rôles discrets ou décalés, devenant une figure familière du cinéma français. Elle explose en 2004 dans La Petite Lili de Claude Miller, avec Ludivine Sagnier, raflant deux Césars, celui du meilleur espoir et celui du meilleur second rôle. Sollicitée depuis de toutes parts, elle a de nouveau marqué les esprits en 2007 dans Les Témoins d'André Téchiné, sur l'apparition du sida dans les années 80. Elle est à l'affiche d'Un secret de Claude Miller, avec Cécile de France et Patrick Bruel (le chanteur) et elle a été l'une des résistantes pendant la Seconde Guerre mondiale des Femmes de l'ombre de Jean-Paul Salomé.

La traduction dans le prochain post..


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

quarta-feira, 25 de abril de 2012

500 Posts!






Só agora que me toquei que o blog já tem mais de 500 posts, é bem verdade que muitos posts ainda estão no rascunho, mas com o tempo vou atualizando, ainda tem vários posts do meu Intercâmbio, alguns do Mochilão América do Sul, a minha viagem com o Simon e mais alguns sobre cinema, música, livros e seriados. 
Estou escrevendo bem mais do que antes e fico feliz que muitas pessoas passam por aqui, mesmo quase ninguém comentando. 
Eu acho muito engraçado essas estatísticas do blog, por exemplo essa semana, vieram atrás do meu blog com os seguintes assuntos:  
  • Abstracionismo Guernica (que chique), 
  • Caifanes la Historia Album Art (é uma banda de rock do México), 
  • La Cupula Soda (Essa é uma música bastante conhecida do Soda Stereo, banda de rock argentino), 
  • Meu Trabalho Pois (Não tenho a mínima ideia do que seja isso), 
  • Pai Nosso Que Estais no Céu (A oração é claro), 
  • Reino Unido Mochilão (Q legal), 
  • Símbolos da França (Acho que tem um post perdido por aí sobre isso), esses são até bacanas, mas já vi uns de deixar o cabelo em pé.

Os outros blog's que visito, o que vocês tem nas suas estatísticas, eu sou muito curiosa e gostaria de saber.
Vou tentar chegar até os MIL posts antes de voltar para a Inglaterra.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

+ Sobre Filmes e Atores!






Já fiz antes aqui no blog, resenhas de filmes, discos, séries e alguns posts de artistas relacionadas ao cinema francês, latino, entre outros. Lendo uma das revistas que recebo, achei bem interessante a nova safra do cinema francês (quando digo nova, a década atual, pois depois da Nouvelle Vague, acho difícil o cinema francês se superar), é verdade que ele tomou fôlego com produções como Amélie Poulain que foi o boom dos anos 2000 entre outros, mas no momento o cinema está bem morno, irei falar um pouco mais sobre dois jovens atores, a Julie Depardieu, que é filha do Gérard Depardieu, e o Louis Garrel  que já filmou com Valeria Bruni-Tedeschi que já falei sobre ela aqui http://quartodeservico.blogspot.com/2004/11/cinema-francsvaleria-bruni.html eu sempre fui fã de cinema europeu, e já faz um tempo que não posto nada sobre isso, mas voltarei a falar um pouquinho mais. 
Também irei incluir alguns post sobre Idiomas, um sobre o Cockney que ainda é usado pela baixa camada social em algumas regiões de Londres e outro sobre as diferenças entre o inglês americano e o inglês britânico. Só não sei quando, mas algum dia posto por aqui!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 24 de abril de 2012

Um Relato sobre Bruxelas!


Por Fernanda Santos
Post original no http://www.voyagecultural.blogspot.com.br/2011/06/belgica-bruxelas-2011.html
Agora é a vez da Bélgica, capital do país, Bruxelas, conhecida por Tin Tin de Hergé, pelo Atomium, a variedade de suas cervejas e as incríveis batatas fritas.



Sem dúvida um dos pontos mais famosos de Bruxelas, O Atomium.

"Dia 17 de janeiro de 2011 cheguei em Bruxelas, a cidade é bastante calma se comparada às outras. Durante a viagem de ônibus pela companhia Eurolines , 14 euros saída de Paris, conheci um francês muito simpático e conversamos até chegar ao ponto final na Estação Gare du Nord já em solo belga.
Ele me ajudou a encontrar o metrô, que é bem peculiar. São poucas estações e o Tram fica no subsolo da estação dependendo da localidade. A cidade apesar de linda não tem muitas opções de lazer, a maioria dos mochileiros fica um dia e depois vai a Bruges que segundo dizem é mais bonita, outra opção ao viajante seria ir à Antuérpia caso vá a Amsterdã, o estilo das casas é excepcional e há um ar de interior na localidade.

  


Conheça Bruxelas a pé e reveze com o metrô que é simples e leva a quase todos os pontos turísticos. Não deixe de ir a alguma loja dos chocolates Godiva, realmente é muito bom e vale a pena comprar alguns. A estadia foi feita no Hello Hostel conheci pelo www.hostelworld.com , ao procurar preferência é por um lugar agradável e limpo. É bem legal, o quarto é grande, serviço bom, há acesso à internet e fica próximo à Estação Simonis (Léopold II) e Simonis (Elisabeth) Linha 2.




No centro da cidade há a Praça Grande Place-Grote Markt famosa por seus tapetes de flores na primavera, bem como o principal hotel da cidade e a casa do Rei. Dizem que Victor Hugo adorava passear por lá e para ele era a praça mais bela do mundo. Não deixe de experimentar em algum quiosque as batatas fritas no cone, são saborosas assim como o chocolate com waffles. Outro produto reverenciado pelos belgas é a cerveja, o país produz mais de 300 tipos de cerveja sendo esta conhecida internacionalmente.



"Algumas quadras à frente encontra-se a estatúa do Maneken Pis, o garotinho é uma 
importante figura da história e cultura belga. O interessante é que ele possui um enorme acervo de fantasias como Elvis ou escoteiro. No entanto, o mais comum é vê-lo nu, assim como o mascote do clube Botafogo do Rio.."

"A Arquitetura é outra beleza à parte, as igrejas, museus e a praça principal Grand Place mostram a peculiaridade dos edíficios da Renascença flamenga e revelam o encanto da cidade. A saída para Amsterdã foi feita por meio da empresa Eurolines, 15 euros no dia 19 por volta das 10hs local e dura cerca de 3 horas, é possível conhecer a Antuérpia e o interior holandês como a simpática Breda.
Vale à pena viajar assim por lá. Recomenda-se! "


Placas no Grand Place, típico bistrô com waffles e chocolates, além da batata frita, prato típico nacional.
Prédio da Prefeitura de Bruxelas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Um Relato sobre Paris!


Por Fernanda Santos
Post original no http://www.voyagecultural.blogspot.com.br/2011/04/franca-paris-2011.html
Continuando o Mochilão de Dona Fernanda, a Cidade Luz, Paris, detalhe que Paris foi antes de Berlim.

"No dia 14 saída de Londres de Eurostar às 05h30 e chegada à Paris na estação Gare Du Nord às 9h30. Fiquei surpresa, pois nem percebi que a imigração acontecia ainda em Londres na estação Internacional St. Pancras. A viagem foi tranqüila e o trem confortável, o problema é que quando cheguei na cidade fiquei perdidinha procurando o posto de imigração e nada, você já sai da estação direto no metrô de mesmo nome e não há nenhuma fiscalização aparente. Entrei igual se entra na casa da mãe Joana como havia dito no post anterior. Eu optei em ir de trem, pois é mais viável, o aeroporto é longínquo e já há um maior envolvimento com a população local e se entra no clima da cidade"..


   




A primeira foto, Torre Eiffel e o Metropolitan do Louvre.

Depois fui direto para o Hostel Oops onde fiquei hospedada (ótimas instalações e staff muito bom - tem uma brasileira muito simpática na recepção - só não gostei de um carinha lá do Sri Lanka que é muito folgado e não respeita muito as mulheres...), o hostel foi até indicado por uma resvista de designers do país e está situado no Quartier Latin, precisamente no Bairro Les Gobelins . A cidade fica repleta de turistas e como tal há em vários lugares informações em "vários idiomas entre os principais inglês e espanhol.
A cidade Luz é bem bonita sim, respira arte por todos os lados e ao contrário do que muitos dizem o parisiense é bem humorado e receptivo, mas no inverno a limpeza da cidade deixa um pouco a desejar. A mendicância faz a festa e armam tendinhas no metrô que se diga de passagem me pareceu estiloso apesar da sujeira.





Fotos variadas da Torre Eiifel.

O engraçado é que são os locais (vi vários homens) que não pagam o bilhete do metrô e pulam a catraca sim, na maior cara de pau. Lógico que a maioria deve pagar e acho que os turistas também pagam. Acredito que na maioria das estações não há guichê para a compra do bilhete como no Brasil, é necessário comprá-lo na máquina que inclusive vem com a opção de vários idiomas à disposição, fora o português, que durante a viagem perguntei-me porque há tanto descaso com a língua de Camões, praticamente não há nada no idioma em todos os países que fui, é bem triste essa situação.



O transporte é bem eficiente e alcança grande parte do centro e arredores, o metrô possui várias linhas, então, fica muito mais fácil locomover-se. O ônibus pode ser pago com o cartão do metrô e vale por uma hora (segundo disse-me um local). A cidade é bem viva, há muita gente de qualquer lugar e há uma miscelânea de idiomas. Ah! Outro ponto importante, o que falam sobre o povo parisiense que só responde em francês ou só são gentis com quem arranha um pouco é uma falácia hehe, eles gostam mesmo de ajudar o turista em inglês, mas apesar disso consegui aticar o meu francês enferrujado.










Estive na cidade do dia 14 até o dia 17 de Janeiro e aproveitei bastante, o interessante é conhecer a Ilê de La Cite a pé, fui aos pontos turísticos badalados, como a Torre Eiffel, Trocadéro, Arco do Triunfo, O Museu do Louvre, Place de La Concorde, O Sena, A Catedral de Notre Dame e o bairro de Montmartre onde estão o Moulin Rouge e Sacre-Coeur. Não deixem de visitar o Cemitério Père Lachaise que tem até guia turístico, pode-se escolher os túmulos dos artistas do Rock (Jim Morrison), da música francesa (Edith Piaf), da Literatura francesa (Honoré de Balzac) e Religião (Allan Kardec).





Fotos do Louvre, Hotel do Louvre, L'obelisque, Sacre Coeur, Notre Dame e o Moulin Rouge. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...